>>> Atenção <<<
Não se esqueça de votar em mim para o TOP50 e o BlogTopList. Por favor, votem!!!

Noite fervendo e casa cheia: agora é com você!

Noite fervendo e casa cheia: agora é com você!

Em mais um episódio da série “trazendo espetáculos do mundo real para dentro do conforto da sua sala”, DJ Hero pretende trazer uma amostra do ambiente de algumas das mais badaladas casas noturnas diretamente para dento do seu console, devidamente codificado em botões coloridos e parafernálias mais ou menos fiéis aos originais encontrados no estande de um DJ profissional.

Entretanto, um aviso aos fãs de botões coloridos: assumir os controles de um estande pode não ser tão intuitivo quanto uma guitarra ou mesmo uma bateria, ao menos no início. Quer dizer, bem ou mal, qualquer um sabe mais ou menos como as coisas funcionam em uma guitarra, ou ao menos sabe que para se extrair som de uma bateria, é necessário bater os “trecos” de madeira nos pads.

Mas nem todo mundo sabe (ou sequer imagina) quais movimentos são necessários para controlar simultaneamente todos os dispositivos que compõe um estande — sim, você sabe que é necessário arranhar um disco, mas isso realmente não é tudo.
Apesar disso, graças a um bem estruturado tutorial, um pouco de paciência pode rapidamente corrigir as coisas. A bem da verdade, boa parte da experiência com DJ Hero traz muito da jogabilidade de Guitar Hero e afins.
Conhece Guitar Hero? Ótimo, é um começo!
No horizonte de uma pista (que agora é curva, por motivos óbvios), despontam as já bem conhecidas gemas coloridas dos jogos rítmicos. Aperte no tempo certo os botões coloridos sobre o controle/estande, e uma boa parte do jogo já fica garantida — pelo menos nos níveis mais fáceis.
Mas vamos aos significados de cada uma delas: os botões vermelho e azul representam as duas faixas que são mixadas na faixa corrente. Já o botão vermelho servirá para disparar “samples” (vozes e outros sons distribuídos a esmo) que podem ser selecionados através de um knob. Assim com os acordes em Guitar Hero, algumas vezes dois ou mesmo os três botões terão que ser pressionados simultaneamente.

Sim, isso tudo parece incrivelmente familiar. E realmente seria, não fosse por duas estruturas que também compõe a jogabilidade aqui: o “fader” e o popular “scratching” (quando se movimenta o disco para frente e para trás, provocando aquele efeito bem característico da agulha deslizando sobre as trilhas).
O “fader” é parte da estrutura encaixada ao lado da plataforma giratória no periférico. Como uma facilidade para os jogadores canhotos, sempre será possível trocar essa estrutura de lado. O “fader” deverá ser utilizado quando as trilhas da esquerda ou da direita distanciarem-se do centro — produzindo um efeito bastante singular no mix. Caso ambas estejam nos seus lugares originais, o “fader” permanece centralizado.
Os “scratchings”, embora mais conhecidos, demoram algum tempo para se dominar. E isso por dois motivos bastante simples. Primeiro, por que deslizar um disco sob uma agulha não é algo que um leigo provavelmente tenha feito muitas vezes na vida; trata-se de um movimento bem diferente (um pouco mais específico que uma palhetada, por exemplo).
Segundo, porque às vezes será necessário que você deslize o disco enquanto pressiona simultaneamente um dos botões relativos às faixas mixadas (azul ou verde). Aí aparece a primeira dificuldade realmente característica de DJ Hero: caso o botão pressionado seja o verde (o mais distante do centro), o movimento parece até bastante natural. Entretanto, para o botão azul (o mais central), que descreve um círculo menor, a coisa pode mesmo ficar um tanto desajeitada de início.
Caso você esteja jogando no nível mais fácil, onde pouco importa o lado para o qual é girado o disco, tudo bem. Entretanto, nos níveis mais difíceis, os sentidos dos “scratchings” passam a ser exigidos; aí só mesmo um bom treino pra resolver. Até porque, nos trechos mais “inspirados”, será comum você ter que fazer isso enquanto controla ainda algum “sample” ou mesmo o “fader”.
Ainda em relação ao “scratching”, uma boa dica parece ser utilizar apropriadamente o polegar da mão direita (ou esquerda, caso você seja canhoto), ancorando-o ao lado da mesa giratória para oferecer um apoio aos movimentos do braço. Entretanto, embora isso pareça até bastante lógico, uma boa dose de prática é necessária quando todas as estruturas começam a chegar ao mesmo tempo. Dessa forma, atravessar pacientemente o modo tutorial pode mesmo ser uma boa ideia.
Dividindo a noite
Caso você se canse de conduzir sozinho as noitadas em clubes fictícios, DJ Hero ainda traz vários modos multiplayer para acrescentar um”algo mais” à experiência. Nas batalhas DJ vs. DJ, dois jogadores, cada qual munido com o seu próprio estande, competem diretamente através da mesma faixa. O diferencial aqui bem da utilização ponderada do especial “euphoria” — o “star power” de DJ Hero —, que não só atua como um modificador de pontos, como também dispara automaticamente o “fader”, facilitando as coisas durante algum tempo.

Mas, para além da competição entre DJs, DJ Hero ainda trará uma boa possibilidade para você dar nova utilização àquela sua guitarra empoeirada de botões coloridos. Isso porque o jogo trará várias faixas em que será possível um “guitarrista” tocar cooperativamente e simultaneamente com o mestre de cerimônias da noite.
Enfim, cansado de apenas simular os trejeitos de um DJ comandando uma pista abarrotada? Pois fique sabendo que a noitada agora já tem data marcada: 27 de outubro de 2009. Aguarde novidades aqui na FJJP.Games

Nenhum comentário:

Gran Turismo 5 Trailer

Joguinho



Pesquisa personalizada

Imagens Destaque

Imagens Destaque
Call of Duty: Modern Warfare 2 (PS3)

Forza Motorsport 3 (Xbox 360)